96% dos fungicidas são usados contra ferrugem

Soja Últimas notícias

Atualmente, 96% dos fungicidas utilizados e solo brasileiro tem como finalidade combater a ferrugem asiática. O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) trabalhou com o Departamento Nacional de Proteção Fitossanitária (Andef) para monitorar a evolução de doenças e pragas que impactaram a produção brasileira de soja em três safras, 2014/15, 2015/16, e 2016/17. De acordo com Michael Cordonnier, da Soybean & Corn Advisor, Inc, a ferrugem da soja foi descoberta pela primeira vez no Brasil durante a safra de 2000/2001 e, desde então, a doença tem custado bilhões de dólares aos produtores brasileiros em custos de controle e perda de produção.

“Seus resultados publicados concluíram que pragas e doenças podem diminuir a produção, prejudicar a qualidade das sementes e, sob certas condições, matar a planta. Sua recomendação foi que os produtores deveriam tentar controlar as doenças e pragas quimicamente, biologicamente e nutricionalmente, incluindo o uso de variedades resistentes assim que o problema fosse identificado”, comenta.

“Segundo os pesquisadores, durante a safra 2016/2017, os produtores brasileiros gastaram R$ 8,3 bilhões em fungicidas. Eles gastaram R$ 6,2 bilhões em inseticidas e R$ 4,8 bilhões em herbicidas, num total de R$ 19,3 bilhões. Esses custos químicos representaram 16,5% do custo total de produção de soja no Brasil em 2016/2017”, completa.

Os pesquisadores concluíram que os agricultores economizariam R$ 5,75 bilhões em custos de controle, mas a produção de soja diminuiria em 30%. Eles estimaram que, se a produção brasileira de soja caísse 30%, os preços domésticos responderiam favoravelmente.

 

Fonte: A Gazeta News – MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *