Controle de pinta preta e cancro cítrico na frutificação

Citrus

Recomendações garantem eficiência das aplicações

Com o começo das chuvas no estado de São Paulo, se inicia o manejo conjunto para pinta preta e cancro cítrico. O controle começa com aplicações de cobre na fase pós-florada e, a partir de novembro, a pinta preta deve ser controlada com estrobilurina (veja na tabela acima).

Vale lembrar que somente o cobre não é suficiente para controlar a pinta preta em pomares adultos, uma vez que sua eficiência para a doença é de 50-70%, enquanto a da estrobilurina pode atingir 95%. No entanto, a combinação desses dois produtos e o uso moderado da estrobilurina são importantes para evitar resistência do fungo.

*Utilize o Sistema de Pulverização Integrado do Fundecitrus (SPIF) para calcular volume de calda e fazer a regulagem dos equipamentos

Outras recomendações

É necessário cuidado com o uso excessivo de estrobilurina para evitar seleção de fungos resistentes. A recomendação é não a utilizar em mais de três aplicações por safra.

Óleo mineral ou vegetal deve ser usado na dose de até 0,25% para pinta preta, principalmente em pomares mais velhos nas variedades meia-estação e tardias. Em pomares mais novos e de variedades mais precoces, a dose de óleo pode ser reduzida.

Erros no controle

O Fundecitrus listou os sete principais erros observados durante o manejo da pinta preta, que podem comprometer o controle eficiente da doença e devem ser corrigidos:

  1. Intervalos muito longos entre as aplicações
  2. Encerramento das aplicações precocemente
  3. Redução da dose de fungicidas ou substituição do óleo sem critério
  4. Pulverizadores inadequados para o pomar e incorretamente calibrados e regulados
  5. Pulverização de cobre isolado ao invés de estrobilurina em pomares adultos e em período de chuvas intensas
  6. Volume de calda incorreto e alta velocidade de aplicação
  7. Pomares não podados, sem espaço suficiente nas entrelinhas para a passagem do pulverizador

 

Fonte: Fundecitrus

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *