Ovo x frango: um dos piores resultados para o ovo em 2 anos

Avicultura Geral Últimas notícias

Nos últimos 25 meses – isto é, entre agosto de 2016 e agosto de 2018 – o produtor de ovos paulista recebeu pela dúzia do produto branco extra uma remuneração que, na média, correspondeu a aproximadamente 85% do valor recebido pelo seu conterrâneo produtor de frango por um quilograma da ave viva. O frango, portanto, vale mais.

Porém, há momentos em que o ovo deixa o frango para trás. Na Quaresma deste ano, por exemplo, a relação registrada ficou mais de 20% acima da média, subindo para 103%. Mas o recorde (dentro do período analisado) ocorreu no final da Quaresma de 2017, ocasião em que uma dúzia de ovos brancos do tipo extra chegou a ser comercializada por valor quase 15% superior ao do frango vivo.

No entanto, passada a Quaresma, essa relação sofre forte deterioração em detrimento do ovo. Como, aliás, o gráfico abaixo confirma. Em 2017, por exemplo, o ovo encerrou o exercício valendo apenas 72% do preço do frango – uma redução superior a 35% em relação ao recorde de abril.

Neste ano o processo vem se repetindo. Mas de forma mais grave. Pois nos cinco meses decorridos desde março (pico de preço do ovo no ano) a relação de preços entre ovo e frango já recuou mais de 40% – a despeito de os preços do frango permanecerem inalterados há mais de 60 dias.

É verdade, neste caso, que a fraca relação observada em agosto corrente (a mais baixa dos últimos 25 meses) não leva em conta os descontos que o produtor de frango vem sendo obrigado a conceder para conseguir vender o seu produto. Ainda assim, a desvalorização do ovo persiste. E, nos últimos meses, tem como causa, exclusivamente, as reduções de preço enfrentadas pelo produtor de ovos frente a um mercado incapaz de absorver o que vem sendo produzido.

Fonte: AviSite

Foto: CPT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *