Marfrig anuncia venda da Keystone para a Tyson Foods por US$ 2,4 bilhões

Economia Pecuária Últimas notícias

Transação contempla a venda de todos os ativos da divisão de alimentos processados, com exceção de uma planta de hambúrgueres de North Baltimore

Marfrig anunciou nesta segunda-feira (20) que fechou acordo com a norte-americana Tyson Foods para a venda da totalidade de sua participação na subsidiária Keystone Foods por US$ 2,4 bilhões.

A transação contempla a venda de todos os ativos da sua divisão de alimentos processados, com exceção de uma planta de hambúrgueres de North Baltimore, em Ohio, com capacidade anual de 91 mil toneladas de produto processado.

A venda do negócio, segundo a Marfrig, visa manter a dívida da companhia em níveis saudáveis. “A transação deverá contribuir para a melhora da estrutura de capital da Marfrig e está em linha com o objetivo de reduzir sua alavancagem financeira”, destacou o comunicado..

“O ‘enterprise value’ total foi de, aproximadamente, 2,4 bilhões de dólares, o qual considera um ‘equity value’ para a Marfrig de 1,4 bilhão de dólares (após liquidação da dívida e outros ajustes)”, disse a Marfrig em fato relevante.

O fechamento da transação está sujeito à aprovação dos órgãos reguladores e do braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o BNDESPar, que detém 33,74% das ações da Marfrig.

As ações da Marfrig fecharam em queda de 9,3% na sexta-feira, maior tombo em quase três anos, após as notícias de que a empresa havia fechado a venda da Keystone, destaca a agência Reuters. O valor, segundo o Itaú BBA, veio abaixo do que vinha sendo aventado na mídia como o valor desejado pela Marfrig.

Foco em bovinos

“A decisão de continuar com a planta de North Baltimore está em linha com a estratégia da companhia de foco com crescimento em bovinos, incluindo a recente aquisição pela companhia de participação majoritária na National Beef Packing Company”, disse a Marfrig.

A Keystone tinha sido comprada pela Marfrig 8 anos atrás e foi colocada à venda após a companhia brasileira ter fechado a compra da norte-americana National Beef Packing Company, quarta maior processadora de carne bovina dos Estados Unidos. Com o negócio concluído em junho, a Marfrig, dona de marcas como Montana e Bassi, se tornou a segunda maior processadora de carne bovina do mundo, atrás apenas da JBS.

Marfrig registrou prejuízo líquido de R$ 582 milhões no 2º trimestre, acima do resultado negativo de R$ 262 milhões sofrido no segundo trimestre de 2017. O resultado foi pressionado por adesão da empresa a um programa de renegociação da dívida do Funrural, que impactou o balanço em R$ 616 milhões. O desempenho da empresa no Brasil também foi afetado pela greve dos caminhoneiros.

A empresa busca em reduzir a relação dívida líquida sobre lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado para abaixo de 2,5 vezes até o final do ano. A Marfrig encerrou junho com alavancagem de 4,2 vezes.

Atualmente, a Marfrig está presente em 12 países. Com 31 plantas no Brasil, no Uruguai e no Chile, a divisão Beef tem capacidade de processar até 4,7 milhões de cabeças de gado. No Brasil, a Marfrig é dona das marcas Montana e Bassi

A Keystone Foods opera atualmente 19 unidades produtivas nos Estados Unidos, na China, na Malásia, na Tailândia, na Coreia e na Austrália.

Fonte: G1

Foto: Carlo Allegri/Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *