Agronegócio: saldo da balança comercial paulista fecha primeiro trimestre de 2019 em US$ 1,95 bilhão

Economia Últimas notícias

As exportações do Estado de São Paulo somaram US$ 11,50 bilhões (21,8% do total nacional) e as importações US$ 14,18 bilhões (33,6% do total nacional), registrando déficit comercial de US$ 2,68 bilhões, nos três primeiros meses de 2019. Em relação ao mesmo período de 2018, houve queda tanto nas exportações (-9,5%) como nas importaç ões (-2,9%), e essa conjunção de desempenhos resultou em maior déficit na balança paulista, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA), instituição de pesquisa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Na análise setorial, o agronegócio apresentou exportações de US$ 3,18 bilhões, enquanto as importações somaram US$ 1,23 bilhão, resultando em um superávit de US$ 1,95 bilhão. Embora positivo, o saldo do primeiro trimestre de 2019 foi 29,6% inferior ao obtido no mesmo período de 2018, explicam José Alberto Angelo, Marli Dias Mascarenhas Oliveira e Carlos Nabil Ghobril, pesquisadores do IEA. No entanto, ressaltam os especialistas, o déficit do comércio exterior paulista seria ainda maior sem o saldo positivo obtido com as vendas do agronegócio estadual.

Os principais grupos nas exportações do agronegócio paulista foram: Complexo Sucroalcooleiro (US$ 806,03 milhões), Produtos Florestais (US$ 422,87 milhões), Carnes (US$ 415,41 milhões), Sucos (US$ 386,71 milhões) e Complexo Soja (US$ 314,21 milhões). Esses cinco agregados representaram 73,7% das vendas externas setoriais paulistas.

Balança Comercial do Brasil

No primeiro trimestre de 2019, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 10,51 bilhões, com exportações de US$ 52,65 bilhões e importações de US$ 42,14 bilhões. No mesmo período, as exportações do agronegócio alcançaram US$ 22,21 bilhões e as importações, US$ 3,58 bilhões, resultando em um superávit de US$ 18,63 bilhões.

Os principais grupos nas exportações do agronegócio brasileiro foram: Complexo Soja (US$ 7,66 bilhões), Produtos Florestais (US$ 3,57 bilhões), Carnes (US$ 3,43 bilhões), Cereais, Farinhas e Preparações (US$ 1,45 bilhão) e Café (US$ 1,37 bilhão). Esses cinco grupos agregados representaram 78,7% das vendas externas setoriais brasileiras.

No período analisado, as exportações setoriais de São Paulo representaram 14,3% do total comercializado pelo agronegócio brasileiro, 4,7 pontos percentuais abaixo do mesmo período de 2018, enquanto as importações representaram 34,4%, 2,2 pontos percentuais a menos que o verificado no ano anterior.

Para ler o artigo na íntegra, consultar as tabelas e gráficos, e obter informações sobre os 25 grupos que compõem a pauta de exportações paulista, clique aqui.

 

Fonte: Sec. de Agricultura de SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *