Presidente do Ibama pede exoneração do cargo após críticas sobre aluguel de veículos

Últimas notícias

(Reuters) – A presidente do Ibama pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira depois que o presidente Jair Bolsonaro criticou a quantidade de dinheiro que o órgão gastou no aluguel de veículos em seu ataque mais recente à agência de proteção ambiental.

Suely de Araújo comandava o Ibama desde 2016. Uma porta-voz do Ibama disse que a presidente do Ibama pediu exoneração depois que Bolsonaro sugeriu no Twitter que há irregularidades no orçamento do órgão, que inclui 28,7 milhões de reais em aluguel de veículos neste ano. Bolsonaro tem frequentemente atacado o Ibama, que tem entre suas atribuições fiscalizar o desmatamento e a mineração ilegal na Amazônia.

(Reportagem de Brad Brooks, em São Paulo)

 

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *