Nos “agropolos” Bolsonaro recebeu 61% dos votos no segundo turno

Política Últimas notícias

A votação no segundo turno da eleição presidencial consolidou o apoio das regiões mais ricas do agronegócio brasileiro a Jair Bolsonaro. O presidente eleito recebeu 61,54% dos votos válidos nos municípios com maior PIB agropecuário do país. Candidato do PT, Fernando Haddad recebeu 38,46% dos votos.

O levantamento foi feito pela Globo Rural com base nos números finais da apuração divul-gados pela Justiça Eleitoral. A lista dos municípios que fizeram parte da contagem foi baseada em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O maior porcentual de votos de Bolsonaro foi registrado no município de Bastos (SP). Ele obteve 83,47% dos votos válidos. Outros 16,53% foram para Haddad. Um resultado que refletiu a ampla margem de votos que o pesselista abriu sobre o petista no Estado de São Paulo (67,97% x 32,03% dos votos válidos).

A maior vantagem de Haddad foi registrada em Riachão das Neves (BA). Ele obteve 80,44% dos votos válidos contra 19,56% de Bolsonaro. A Bahia foi um dos Estados onde o petista terminou a apuração dos votos à frente do presidente eleito (72,69% a 27,31% dos votos válidos). O Nordeste foi a única região do país onde o candidato derrotado na eleição superou o vencedor.

Durante a campanha, Jair Bolsonaro recebeu o apoio da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), grupo de deputados e senadores que representam os interesses do agronegócio no Congresso Nacional. A chamada bancada ruralista entrou uma pauta prioritária e garantiu que comporá a base aliada do novo governo no Parlamento.

Em nota divulgada nesta segunda-feira (29/10) sobre o resultado das urnas no segundo turno, a FPA reafirmou seu apoio no processo que chamou de “reconstrução da nação e no resgate das nossas instituições”. E fez um voto de sucesso ao presidente eleito.

“O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), desejamos um bom governo, pautado pela trans-parência, ética, pelo respeito à Constituição Federal e aos compromissos com o Brasil”, diz o comunicado.

Fonte: Redação Globo Rural

Foto: Gol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *