JBS e BRF desabam 5% com Operação da PF; Kroton e Estácio caem até 3% com escândalo sobre fusão

Frigoríficos As ações da JBS (JBSS3, R$ 11,40, ­4,92%) e BRF (BRFS3, R$ 38,26, ­4,25%) desabam na Bolsa, após a Polícia Federal deflagrar nesta manhã a operação “Carne Fraca”, cumprindo mais de 300 mandados judiciais em 7 estados federativos: São Paulo, Distrito Federal, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Goiás. São 27 mandados de prisão preventiva, 11 de prisão temporária, 77 de condução coercitiva e 194 de busca e apreensão. Trata-se da maior operação da história da PF, com 1.100 policiais mobilizados.

A ação investiga envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos. Segundo jornais, alguns dos principais frigoríficos do país estão entre os alvos, como JBS, BRF e Seara. Entre os presos estão executivos da BRF como Roney Nogueira dos Santos, gerente de relações institucionais e governamentais, e André Baldissera, diretor da BRF para o Centro­Oeste, informa a Folha. Já segundo o Estadão, executivos do frigorífico JBS foram presos. À Bloomberg, a JBS informou que não houve mandado na sede da companhia e que não há informação sobre a prisão de executivos da companhia.

Leia a notícia na íntegra no site do Infomoney.

 

Fonte: InfoMoney

Deixe uma resposta